Parashat Bamidbar – 5776

Parashat Bamidbar (Números) 01:01-04:20: No segundo ano de viagem pelo deserto, Moshé (Moisés) e Aharon (Aron) foram ordenados pelo D’us a contar todos os homens entre 20 e 60 anos de idade. Havia 603.550 homens disponíveis para o serviço militar. A tribo de Levi foi isentada devido às suas obrigações especiais como líderes religiosos… Foram designados os locais para cada uma das 12 tribos em volta do Santuário Portátil, o Tabernáculo, (3 de cada lado), que deveria ser a mesma formação de como deveriam viajar ou acampar.  Os 22.300 Levitas foram ordenados a servir no Santuário. A família de Guershon deveria transportar as coberturas do Santuário. A família de Kehat carregava a Arca, a Mesa, a Menorá e os Altares. A família de Merarí transportava as tábuas, os pilares e demais partes da estrutura.

Dvar Torá: baseado no livro, Crescer Pela Torá, do rabino Zelig Pliskin: A Torá declara: “E com você (Moisés) deverá vir um homem de cada tribo, cada homem devendo ser o chefe da casa de seus pais (Bamidbár 1:04)”. Que lição para a vida a Torá quer nos transmitir…?  Um homem simples e grosseiro, vindo de uma ilustre e famosa linhagem, estava discutindo com um grande sábio, descendente de uma família não ilustre. O rude ignorante gabava-se de seus ilustres ancestrais: “Sou descendente de gente importante. Seus ancestrais não são nada comparados aos meus”, arrogantemente se vangloriava. O sábio retrucou: “É verdade, tem razão. Você vem de uma longa linhagem de grandes personalidades. Infelizmente, porém, esta linhagem acaba em você. A árvore da minha família começa comigo!” O rabino Moshe Chaifetz, autor do livro, Melechét Machshévet (“ações que tenham a dimensão do Machshavah – “pensamento” ou “intenção”), explica que esta é a idéia transmitida no versículo acima. Cada um de nós deve ser o ‘cabeça’ da linhagem de sua família. Devemos ser pessoas de alto nível por esforço próprio, sem depender da ‘estatura’ de nossos ancestrais para termos algum status ou auto-estima. A linhagem pode ser comparada a uma cenoura: normalmente a parte boa está embaixo da terra. Na verdade, linhagem é como o número ‘zero’. Se fizermos alguma coisa nós mesmos, colocaremos um número ‘um’ antes do ‘zero’. Se formos um ‘zero’, então tudo que teremos são 2 ‘zeros’. Nossa lição: Devemos viver nossas vidas de forma que nossos descendentes tenham orgulho de nos considerar seus antepassados!

Author: admin

Comments

comments

Deixe uma resposta

Assine nossa lista de e-mails agora!

Assine nossa lista de e-mails agora!

Fique sempre informado de todas os nossos estudos, artigos, notícias e muito mais. É só preencher o formulário abaixo com seu nome e e-mail. Nós da SHAAREI SHALOM ficamos muito felizes em ter você em nossa lista de amigos.