[Yom Kipur ] Sete passos para um jejum saudável e tranquilo.

O jejum de 25 horas em Yom Kipur é inegavelmente difícil. Mas há dicas que podem facilitar esse período. A mais importante é: Hidratação.

A maioria das pessoas pensam que o desafio do jejum é sentir a sensação de fome (A velha falta no estômago). Na verdade, evitar a sede é muito mais importante.Uma pessoa média pode sobreviver por um mês sem alimentos – mas apenas três dias sem água.

Com a hidratação adequada, não apenas evita o desconforto da sede, mas também engula seco com mais frequência, de modo que seu estômago não se sente tão vazio.

O jejum é mais fácil se você preparar seu corpo com antecedência. Aqui estão sete etapas simples para maximizar sua hidratação em Yom Kipur – deixando você com mais força e energia para fazer o trabalho espiritual verdadeiramente importante do dia.

1) Comece cedo.

A náusea e dores de cabeça que muitas pessoas experimentam durante um jejum são muitas vezes o resultado da retirada da cafeína. Prepare-se reduzindo a ingestão de cafeína nos dias que antecedem o Yom Kippur – e depois pare a cafeína 24 horas antes do jejum. Um truque é preparar misturas de café regular e descafeinado, aumentando a proporção de descafeinado à medida que você progride.

2) Diminua seu ritmo.

Na manhã anterior ao Yom Kippur, comece com um grande café da manhã – com base em cereais, pães e frutas. Isso proporcionará boa energia durante o dia, no entanto, esses alimentos ricos em fibras estarão no meio do caminho no momento da refeição pré-jejum quando você estará precisando de comida.

Um grande café da manhã também é útil porque estica o estômago, preparando-se para receber mais comida e água depois.

Coma um almoço moderado, com antecedência suficiente para que você tenha um apetite pela refeição final antes do jejum.

Comece a refeição final pelo menos uma hora antes do início do jejum , e

não há pressa para comer rapidamente.

3) Evite alimentos que induzam a sede.

Uma maneira importante de se manter bem hidratado é evitar qualquer coisa que fará com que seu corpo se livre da água. Deve se evitar: chocolate, doces, chá, refrigerante e café, uma vez que a cafeína tem efeitos diuréticos quando consumida em grandes quantidades (3 xícaras por dia). O álcool também não deve ser ingerido, pois exige água extra para processar através do sistema.

O outro alimento problemático – sal – é bem conhecido por causar sede. Evite alimentos salgados, como picles, frios, queijos, peixe enlatado, peixe defumado, canja de galinha e peito de frango. Aconselhamos: Peixe fresco e frango cozido como boas alternativas.

4) carboidratos ao invés de proteínas.

Planeje o menu da refeição final, de modo que enfatize carboidratos e com pouco sal com alimentos como macarrão, batatas, arroz e pão (preferivelmente arroz integral e pão integral). Estes carboidratos se ligam com a água que seu corpo pode “beber” quando precisar durante o jejum.

As saladas e outros alimentos ricos em fibras devem ser minimizados, pois viajam rapidamente através do sistema digestivo e fornecem pouca saciedade a longo prazo.

A refeição final antes do jejum, deve incluir apenas pequenas quantidades de proteína, que realmente atrai e absorve água de seus tecidos. (A maior parte da perda de peso dramática que as pessoas experimentam em dietas ricas em proteínas é água perdida que as moléculas de proteínas não podem segurar ou trazer para o seu sistema – essa é a água que você deseja ao redor durante um jejum.)

5) Vire um camelo.

A chave para um jejum fácil é super-hidratado. Começando 24 horas antes do jejum, tome um copo de água a cada hora. (Defina seu PDA para lembrá-lo.)

Ao longo do dia, consumir muito liquido. Isso não irá preenchê-lo, já que os líquidos são absorvidos rapidamente. No entanto, irá garantir que você tenha absorvido fluidos suficientes durante o dia para começar a refeição pré-jejum bem hidratado.

Não beba bebidas de xarope (refrigerante, groselha, guaraná natural, etc.), que fornecem calorias vazias. Melhor aposta: Pura água. Segunda melhor: suco de fruta diluído.

Frutas, apesar do seu elevado teor de fibras, valem a pena, uma vez que carrega muita água em uma forma de “liberação de tempo”. Ao longo do dia, você pode comer em alimentos ricos em água, como melancia, melão e uvas.

Na refeição final, beba alguns copos, porque muitos alimentos precisam de água extra para serem digeridos adequadamente. Para a sobremesa, substitua os doces com melancia ou outra fruta fresca que contenha água. Finalmente, beba um copo de água morna para finalizar a preparação do pré-jejum.

6) disciplina mental

Uma grande parte do jejum bem sucedido está na mente.

Falar sobre sua fome apenas focará sua atenção nos alimentos e tornará as coisas mais difíceis. Quando você pensa sobre o alimento, seu corpo se prepara metabolicamente para receber o alimento, causando a sensação de fome.

A chave aqui é distrair a mente da comida. Felizmente, Yom Kippur oferece muitas oportunidades para se envolver na importante tarefa da teshuva – auto-aperfeiçoamento espiritual. Quanto mais mergulhar na oração, menos você pensará sobre comida.

Uma maneira “kosher” de “consumir” durante Yom Kippur é cheirar especiarias. A canela e os cravos-da-índia são rápidos, se você está se sentindo fraco e realmente pode criar uma sensação de satisfação no cérebro.
Antes de cheirar as especiarias, diga a seguinte benção:

ברוך אתה יהוה אלהינו מלך העולם בורא מיני בשמום
Baruch atah Adonay, Elocheino Melech HaOlam, Borê minê Bessamim.

Dizer uma bênção sobre as especiarias também ajuda alguém a cumprir a mitzvá especial de dizer 100 berachot por dia.

7) Quebre o jejum com sabedoria.

Mesmo aqueles que se prepararam bem para o jejum terão fome depois. Certifique-se de não comer muito rápido na refeição pós-jejum. Comece com frutas ou um copo de suco. Eles colocam açúcar na corrente sanguínea e ocupam espaço no estômago, desencorajando você a comer com muita rapidez.

Evite salgadinhos, biscoitos, bolos e refrigerantes, cuja glicose pesada pode chocar o sistema digestivo.

Para evitar o excesso de comer, coma uma porção e depois dê uma pausa de meia hora. Caso contrário, a quebra do jejum pode se transformar em um evento de ganho de peso (e uma dor de estômago). Uma vez que o corpo protege-se da fome, quando você não está comendo ao diminuir a velocidade em que queima alimentos, as calorias que você toma logo após um jejum permanecerão com você muito mais do que as adquiridas quando seu metabolismo estiver funcionando a toda velocidade.

Tenha um jejum fácil e significativo!

Com agradecimentos a Michael M. Segal, MD, PhD e Richard Israel

Author: admin

Comments

comments

Um comentário em “[Yom Kipur ] Sete passos para um jejum saudável e tranquilo.

  • ‍‍25/09/2017 - 5 Tishre 5778 em 17:41
    Permalink

    Muito bom, e Muito importante! Obrigado.

    Resposta

Deixe uma resposta

Assine nossa lista de e-mails agora!

Assine nossa lista de e-mails agora!

Fique sempre informado de todas os nossos estudos, artigos, notícias e muito mais. É só preencher o formulário abaixo com seu nome e e-mail. Nós da SHAAREI SHALOM ficamos muito felizes em ter você em nossa lista de amigos.