Shemot – O nome diz tudo

A parashá desta semana é intitulado “Shemot”, que significa “nomes”.

O que é um nome?

Um nome é mais do que apenas um meio de identificação. Um nome é algo extremamente pessoal.

Quando uma pessoa ouve seu nome ser chamado, a própria palavra ressoa em seu coração e eleva seu estado de espírito. Esta é a mesma razão pela qual no passado nomes foram substituídos por números, para desumanizar uma pessoa tanto quanto possível. Um nome vai além do físico. Se, D’us não permita, alguém desmaia; sussurrar seu nome pode servir como o método de trazê-lo de volta à consciência.

Este é o significado interno de um nome. No entanto, do outro lado; um nome não expressa qualidades essenciais únicas  de uma pessoa. Na verdade, muitas pessoas podem ser completamente diferentes em caráter e origem  e mesmo assim compartilham o mesmo nome !?

Um nome é, portanto, um tipo de paradoxo. Na superfície, um nome diz-lhe absolutamente nada sobre a pessoa. No entanto, quando examinamos profundamente, vemos que o nome é uma palavra que representa a unicidade completa e total de uma pessoa.

É essa a razão pela qual a porção da Torá que leremos esta semana é intitulada “Nomes”; a qualidade paradoxal.

Como a parashá de Shemot um paradoxo?

Por um lado, lemos sobre a descida do povo judeu na amarga escravidão que culminou em um trabalho de guerra e condições terríveis. E quando aparece qualquer vislumbre de esperança, como Moisés implorando com o Faraó para deixar o povo judeu ir, as coisas ficam cada vez piores.

No entanto, o Midrash afirma que o tema-chave da Parasha desta semana é o da redenção! Como isso pode ser?

O próprio título da parte da Torá nos dá a resposta. O paradoxo de um nome é o mesmo paradoxo da Parasha desta semana.

Assim como um nome pode ocultar a identidade de uma pessoa; também representa sua singularidade total.

Parashat Shemot é o encobrimento da identidade judaica; subserviente a uma potência estrangeira, falta de liberdade religiosa, perseguição aparentemente interminável.

No entanto, na verdade, a revolução é que este espírito que no fundo pode sobreviver a perseguição após  perseguição, dificuldades após a dificuldade, permanecerá sempre intacta e viva.

Author: admin

Comments

comments

Deixe uma resposta

Assine nossa lista de e-mails agora!

Assine nossa lista de e-mails agora!

Fique sempre informado de todas os nossos estudos, artigos, notícias e muito mais. É só preencher o formulário abaixo com seu nome e e-mail. Nós da SHAAREI SHALOM ficamos muito felizes em ter você em nossa lista de amigos.